Conheça 7 tipos de trabalho de modelo

Ser modelo é a profissão dos sonhos de muitas meninas. Elas desejam ter contato com o universo da moda, maquiagem e beleza, que transmite uma imagem de muito glamour. Ao contrário do que algumas pessoas pensam, esse trabalho não se resume às passarelas, desfiles e grandes editoriais. Há um mercado com muitos tipos de trabalho de modelo.

Estar ciente de quais são as opções de trabalho como modelo é fundamental para conseguir boas oportunidades e, ao mesmo tempo, decidir qual caminho seguir. Talvez você não saiba, mas é possível trabalhar desde em um comercial de TV até um catálogo on-line para e-commerce. Tudo depende do seu perfil e foco na carreira.

Continue a leitura e saiba mais sobre 7 tipos de trabalho de modelo!

1. Modelo fashion

Para trabalhar como modelo fashion ou de passarela é necessário estar atenta aos critérios estabelecidos — estes costumam ser bem exigentes. Existe um padrão físico que é considerado e envolve aspectos como a altura, o peso e um rosto e/ou jeito marcante.

Ter presença e personalidade na hora de desfilar é fundamental. Por isso, modelos como Gisele Bündchen conquistaram o mundo com o seu jeito peculiar e andar na passarela.

Esse segmento da carreira de modelo é um dos mais disputados do mercado, afinal, fazer parte dele significa participar de desfiles de moda nacionais e internacionais, viver em um mundo cercado de glamour, estar em editoriais de revistas badaladas, conhecer estilistas famosos, ir a eventos descolados e estar em contato com pessoas influentes e conhecidas.

2. Modelo comercial

O trabalho de modelo comercial tem um amplo mercado de atuação e não trabalha a partir das medidas que são pré-estabelecidas para as partes do corpo, como ocorre na carreira de modelo fashion.

Esse trabalho é direcionado ao mercado publicitário, como as campanhas de TV, propagandas em jornais e revistas, outdoors, catálogos de moda e até embalagens de produtos. Para seguir carreira nessa área, a modelo precisa ser carismática para fotografar e adquirir desenvoltura para as gravações em vídeo.

Ser modelo comercial é uma excelente opção para as meninas que se sentem à vontade em frente às câmeras. Ter sorriso impecável, pele e cabelos bem cuidados e um rosto bonito é essencial para representar marcas e empresas.

3. Modelo de catálogo

Aqui, a modelo trabalha especificamente com as diversas empresas que divulgam suas coleções e produtos em catálogos. Essa é uma opção para as profissionais que não se sentem à vontade diante de câmeras de vídeo ou em cima das passarelas.

Seu trabalho consiste em ser fotografada com as roupas dos clientes ou os produtos que eles comercializam. Essas imagens são expostas em catálogos expositivos ou de comercialização, como acontece nas empresas Natura e Avon.

Essas mesmas imagens podem ser utilizadas em catálogos on-line, principalmente em lojas virtuais e nos sites das próprias empresas — aumentando a exposição da modelo e consequentemente as suas chances de ganho.

4. Modelo de partes de corpo

Muitas empresas sentem a necessidade de aproximar seus produtos do público e recorrem às modelos para criar essa “humanização”. Funciona assim: todo mundo sabe para que serve um liquidificador, mas se na hora de comprar houver a interação desse produto com uma pessoa, torna-se mais fácil para o consumidor compreender seus benefícios e funções. Isso potencializa a chance de comprar, gerando mais receita para a empresa contratante.

Por esse motivo, as marcas buscam nas modelos de partes de corpo a chance de interagir com seus produtos. Em closes mais fechados, elas apertam botões, manuseiam itens, organizam a bancada onde eles se encontram, fazem figuração e simulam uma utilização que pode ser fotografada ou filmada. É o que acontece quando há a necessidade de se fazer um passo a passo para lojas virtuais.

Isso ocorre principalmente para quem anuncia na internet, onde não há o contato direto do público com o produto. Nesse caso, cabe à modelo fazer esse papel.

5. Manequim de prova

Um estilista ou uma marca precisa apresentar sua nova coleção para compradores, representantes e grandes magazines. Para que eles vejam o caimento e o balanço das peças, são contratadas manequins de prova.

Uma boa manequim de prova é simpática e comunicativa. Ela precisa ficar atenta às instruções do cliente para que saiba os detalhes que precisam ser valorizados, tornando as roupas mais comercialmente atrativas.

6. Modelo de beleza

A modelo de beleza tem, entre suas opções de trabalho, de cliques de roupa de banho até nus artísticos. Por ser bonita e confiante, com uma personalidade extrovertida, ela pode ser convidada para trabalhar em eventos e feiras, como o Salão do Automóvel.

O trabalho como modelo de beleza pode envolver recepção, interação com o público em estandes de vendas, representação de marcas e até manuseio de produtos para uma plateia.

Não há um padrão de beleza para seguir carreira nesse segmento. Se você o considera como opção, apenas tome o cuidado necessário para lidar com as pessoas certas. Muita gente se passa por profissional com o intuito de se aproveitar de jovens que estejam ansiosas para entrar no mercado.

7. Modelo de editorial

Modelos comerciais e fashion conseguem muitos trabalhos fazendo editoriais. Muitas publicações — impressas e on-line — requisitam profissionais para ensaios de moda que transmitam confiança, atitude e comercializem peças de roupa.

Para quem deseja atuar no segmento, é bom ficar atenta às solicitações dos contratantes. Eles costumam ser tão rígidos quanto os das modelos fashion, por isso que há uma transição frequente de profissionais entre uma área e outra.

Os editoriais de moda oferecem grande exposição para as profissionais, por mais que o valor recebido seja, por vezes, baixo. Assim como nos demais tipos de trabalho de modelo, isso é muito comum. Leva-se um tempo até ganhar experiência e conseguir pegar os trabalhos que pagam melhor.

Para seguir um ou mais tipos de trabalho de modelo, você precisará antes fazer um book fotográfico. Ele é um dos primeiros contatos entre modelos e clientes, servindo de cartão de visita para causar uma boa impressão por meio do resultado do seu trabalho. Leia o nosso post sobre como fazer um book fotográfico!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *